Sente-se,
vamos começar.

Estamos no dia 18 de julho de 2023.
O tema do evento é: O futuro já chegou!

Tudo pronto no palco.

Iniciamos o evento com a apresentação da nossa mestre de cerimônias,
Ana Paula Torquetti.

Para refletirmos um pouco, chamamos o Fabrício Correia para fazer uma intervenção cultural.

– A intervenção foi um ato ao vivo.

Iniciamos as palestras com a Bombeira Daniela Oliveira.

A primeira palestra foi absolutamente emocionante! A Daniela trouxe a sua experiência e vivência em situações de risco que fazem parte do seu cotidiano. Além disso, ela compartilhou sobre quando ela ajudou nos desastres de Brumadinho e na Turquia. Foi realmente tocante.



“A próxima viva a ser salva, possa ser por você” — Daniela Oliveira

Prof. Ivan Guilhon sobe no palco.

Como professor e pesquisador, o Ivan trouxe indagações pertinentes sobre como ensinamos e o que esperamos sobre o futuro da educação!



“Liberdade para inovar o nosso sistema de ensino, tecnologia para torná-lo acessível e excelência para entregar o melhor para os alunos”. — Ivan Guilhon

A Miss Plus Size Brasil, sobe no palco, Talita Reis.

A Talita compartilhou a sua história de vida e como foi o processo para ela se tornar a primeira nordestina Miss Plus Size do Brasil.



“Saiam da caixa, rasguem os rótulos e sejam aquilo que vocês se propuserem a ser” — Talita Reis

Chegou a hora de cantarmos com o Ari Pereira e seus filhos.

O Ari, artista popular, trouxe uma intervenção de cultura popular, onde você vai participar cantando e dançando, vivenciando na prática as nossas raízes ancestrais. Os ritmos e cantos apresentados fazem uma reverência as matrizes indígenas com o Toré e afro-brasileira com o Congo Mineiro.



“Qual foi a semente que plantou para colher?” — Ari Pereira

Que emocionante! Foi incrível!

Vamos falar de regeneração da sociedade com o Fabiano Porto.

Imagine se existisse uma “Wiki-Solution.org” com todas as soluções sustentáveis e regenerativas do mundo reunidas em um único local na internet? Fabiano Porto fala sobre o Instituto Regeneração Global, que está avançando nesta missão coletiva a favor das soluções que podem salvar o mundo.



“É possível sim termos uma sociedade altamente desenvolvida e conectada com a natureza ao mesmo tempo” — Fabiano Porto

Quanta coisa interessante!
É hora de pausar para tomar uma água.


Voltamos!

A Brunielly Lemos já está no palco.

Com sua representatividade e lutas, a Brunielly compartilha a sua trajetória inspiradora e todo o seu trabalho com a gente.



“Uma senhora que eu conheci na rua me chamou para conversar, eu aceitei porque meu círculo social era bem pequeno na época, ela me apresentou o empreendedorismo e isso mudou a minha vida” — Brunielly Lemos

Vamos falar de empatia nos negócios com a Flavia Ciaccia.

Com uma vasta experiência no gerenciamento de pessoas e projetos de inovação, a Flavia Ciaccia nos convida a repensar a empatia nos negócios.



“Se você ainda não aplica a empatia nos seus negócios, te convido a fazê-lo. Quem sabe você não faz a vida das pessoas mais leve e feliz, e negócios mais saudáveis!” — Flavia Ciaccia

Preta Ary na área!

Ela trouxe para o palco a importância de uma infância afroreferenciada e da educação antiracista, sobre como a brincadeira é algo que molda o indivíduo e como tem usado as bonecas negras produzidas por ela para formar crianças empoderadas que serão adultos mais orgulhosos de suas origens.



“Não ter tido bonecas negras foi ruim para mim, mas também foi ruim para pessoas não negras, porque agora, como adultos eles se tornam pessoas que não toleram conviver com pessoas diferentes delas” — Preta Ary

Estamos em guerra! É o que diz o Marcos Limão.

Ele compartilhou um pouco sobre as guerras atuais e nos alertou sobre o uso de táticas militares utilizadas em guerras psicológicas durante o processo eleitoral.



“Diante da ausência do contraditório, acreditamos que nossa vida se resume a nossa bolha” — Marcos Limão

Conseguiu digerir tudo?!
Vamos pausar novamente para tomar uma água.


Voltamos para o último bloco.

Jean Ometto está no palco para falar sobre mudanças climáticas.

Resgatar a relação com a natureza, readequar nossas necessidades, reduzir a desigualdade e transformar o presente para que quando o futuro se expresse ele possa ser sustentável, harmonioso e duradouro.



“Nós temos que agir para que o presente molde o futuro que está por vir” — Jean Ometto

Para finalizarmos as palestras, convidamos o Vespa ao palco.

Claudinei, mais conhecido como Vespa, compartilhou a sua história de como se tornou um artista e usou o graffiti como instrumento de transformação.



“Já que eu não tinha escolaridade, não tinha um currículo exemplar eu assumi o grafite como trabalho e decidi viver da minha arte” — Vespa

Para finalizarmos

Um show inesquecível da Ana Gabriela.

Joseense, cantora e compositora, com seu estilo musical versátil, com influências do pop, MPB e samba, a Ana Gabriela cantou para os participantes do TEDx São José dos Campos.



“Sabe quando a gente fica bobo? Tão bobo que esquece das horas? Passa várias horas só pensando Em outro alguém você me deixa assim” — Não te largo, não te troco – Ana Gabriela

Até a próxima.

Adoramos ter a sua presença aqui hoje.
Ah, não se esqueça de nos acompanhar:


Agradecemos aos nossos fotógrafos:

E aí, bora mudar o
mundo juntos?

Inscreva-se ou entre em contato conosco